segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Cristoincidências Bíblicas

Esse é um texto que publiquei no ORKUT:

Minha intenção ao abrir este tópico é compartilhar alguns tesouros bíblicos e claro aprender também. Algumas pessoas têm dito, com razão, que precisávamos ter mais conteúdo edificante. Essa é uma tentativa de oferecer esse conteúdo.

Muitas vezes lemos a Bíblia de forma linear, começamos no Gênesis e terminamos no Apocalipse. A Bíblia tem uma face linear, mas ela, como reflexo da mente de Deus, não é linear, existe uma tridimensionalidade maravilhosa, algo que em lingüística chamamos "intertextualidade". Essa intertextualidade é uma das provas da inspiração do texto bíblico. Trechos separados no tempo e no espaço se completam e se explicam, os autores humanos são diferentes e isso não poderia ser explicado se não houvesse um autor divino por trás delas.

Alguns vão encarar isso como mera curiosidade, para outros vai fazer um enorme sentido, não importa o que pensamos disso, o fato é que existem e existem por alguma razão, elas são a assinatura de Deus, seu selo de autenticidade.
Ajudem-me a construir um tópico edificante, postem suas próprias conclusões.

SAUL E SAULO


Tipologia, em poucas palavras, é o estudo de pessoas, lugares, eventos entre outros, do At que apontam para algo do NT. Assim Jonas ter passado três dias e noites no ventre do grande peixe/baleia aponta para Jesus passando três dias e três noites no seio da terra (Mt 12:40).

As vidas do rei Saul (primeiro rei de Israel ) e Saulo (apóstolo Paulo) apresentam um tipologia diferente com similaridades e "dissimilaridades", uma tipologia "inversa".

Os dois se chamavam "Shaul" (Saul/ Saulo do hebraico “pedido a Deus) e eram da tribo de Benjamim (1Sm 9:1-2; Rm 11:01)”.

Saul era belo e tão alto que "desde os ombros para cima, sobressaía a todo o povo"(1Sm 9:2). Exatamente como Saulo era não sabemos, uma tradição antiga diz que ele era calvo, baixo e tinha as pernas tortas. Quanto a isso o seu nome romano Paulo atesta isso.
Algumas pessoas dizem que Saulo recebeu o nome de Paulo após a sua conversão, na verdade ele tinha os dois nomes. Saulo era seu nome hebreu helenizado, isto é, conforme a grafia grega (ele era chamado entre seus compatriotas de Shaul) e Paulo era seu nome romano pois ele possuía essa cidadania. Na antiguidade as pessoas recebiam seu nome de acordo com sua aparência física (Esaú era "vermelho") por isso afirmamos que Paulo ( que significa "pequeno")não era muito alto, a raiz de seu nome ainda é encontrada em palavras portuguesas como "paulatino" e "paulatinamente" (pouco a pouco, devagar).

A história de Saul começa quando ele recebe uma coroa iniciando a monarquia em Israel (1Sm 9). A história de Saulo começa quando ele, metaforicamente, rejeita uma coroa (At 8:01), isto é, consente no assassinato de Estevão (em grego stéfanos, coroa, diadema).

Em 1Sm 9 e At 9 Saul e Saulo empreendem respectivamente uma viagem. Saul atrás das jumentas de seu pai, Saulo atrás das ovelhas de cristo. Ambos não encontram o que buscavam. Saul entra na cidade com visão perfeita atrás do "vidente", o homem de Deus Samuel (Deus ouve ou ouvido por Deus), depois do encontro Saul recebe o Espírito de Deus e mais tarde se torna cego (espiritualmente). Saulo entra em Damasco cego e o homem de Deus Ananias (Deus é amoroso) vem até ele, Saulo recupera a visão e recebe o Espírito Santo para toda a vida.

Saul é anterior a Davi, Saulo é posterior ao Cristo, descendente de Davi. Saul inicialmente ama Davi (1Sm 16:21) e depois quando Davi alcança fama inveja-o (sofre pelo seu nome) e passa a perseguir-lhe.
Saulo inicialmente persegue Jesus o descendente de Davi (At 9:04). Jesus diz a Ananias (At 9:16) sobre Paulo que "Eu lhe mostrarei o quanto importa sofrer pelo meu Nome".

Davi rejeitou a armadura de Saul (1Sm 17: 39-40) Saulo recebeu a armadura de Jesus (Ef 6:10-17). Ambos viveram em guerra, Saul contra os Filisteus, Saulo contra "as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais".
Em 1Sm 13 Saul desobedece a Deus e seu "ministério" é rejeitado. Em Atos 13 o Espírito Santo aponta Saulo para o seu ministério.

Ambos viveram cercados de inimigos. Saulo foi levado ao céu, Saul invocou um espírito do inferno.
A batalha de ambos durou a vida inteira.
Saul ao ver a batalha perdida lançou-se sobre sua espada e morreu. Naquele momento ele passou sua coroa para as mãos de Davi.
Saulo lutou até o fim, Saul se sacrificou em vão e perdeu tudo, Paulo foi até o fim e pode dizer:
"Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo.
Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.
Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas, também, a todos os que amarem a sua vinda." 2Tm 4:6-8

Saul perdeu a sua coroa e passou-a a Davi, Saulo recebeu do descendente de Davi uma coroa eterna que nunca passará!

Amém!

Um comentário:

Odirlei Aparecido disse...

Grande Isaías!!! hehehe

Legal você expandir sua área de atuação. Creio que Deus está nisso, portanto que seja uma benção.

A Bíblia é isso mesmo, Cristo do Gênesis ao Apocalipse.

Paz do Senhor amado, e continue nessa força.

Shalom!

Seja Bem Vindo (a) meu (minha) amigo(a), fique a vontade para copiar o que te interessar e distribuir. Apenas peço que cite a fonte. No mais que Deus te abençoe com todas as benção espirituais em Cristo!

(No fim da página você pode deixar um recado para mim, além dos comentários habituais.)